Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 (82)988-237814

Encontre o que deseja

<
NO AR

Rádio Maceió Gospel

    Brasil

Após abandonar o hinduísmo, cristão é decapitado por radicais hindus na Índia

Publicada em 25/02/19 as 21:06h por Rádio Maceió Gospel - 10 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: Rádio Maceió Gospel)

Não é só a religião islâmica que possui radicais, ou simplesmente pessoas dispostas a praticar, literalmente, o que realmente ensina sua doutrina. O hinduísmo, crença natural da Índia que acredita na reencarnação e evolução das almas, assim como na existência de milhões de deuses, também possui seu grupo de extremistas.

Em comum entre os radicais islâmicos e hindus existe uma coisa só: a perseguição religiosa aos cristãos! Em um episódio recente, por exemplo, um homem que se converteu do hinduísmo para o cristianismo foi brutalmente assassinado, após ser rejeitado pelos membros da própria aldeia onde vivia com esposa e cinco filhos.Anant Ram Gand havia se convertido ao cristianismo há nove meses, aos 40 anos de idade, e seu assassinato  ocorreu em 11 de fevereiro, na aldeia de Raigarh Tehsil, no distrito de Nabarangapur, Índia.

Shibu Thomas, fundador da Persecution Relief, uma organização que atua para auxiliar os cristãos perseguidos na Índia, reivindicou o cumprimento do artigo 25 da Constituição Indiana, que garante a liberdade de crença religiosa no país.

“Queremos liberdade de culto”, disse ele em um comunicado, logo após saber do assassinato de Anant, segundo a Ásia News. Thomas cobrou responsabilidade ao governo indiano e também o amparo da esposa e filhos do cristão morto.“Como presidente do grupo, peço ao primeiro-ministro e ao ministro-chefe do Estado que ordene uma investigação. O governo deve indenizar a família e cinco crianças pequenas. Ele deve falar claramente contra a perseguição dos cristãos e proteger a liberdade de culto”, completou.

Mesmo assim, Thomas sabe que há um total descaso das autoridades indianas para com a perseguição sofrida pelos cristãos no país. Mesmo com a liberdade religiosa prevista em lei, ela não se aplica aos cristãos, especialmente no contexto atual, onde extremistas hindus que atuam na política estão querendo tornar a Índia um Estado oficialmente hinduísta.

“Ser cristão hoje na Índia significa ser assediado todos os dias: Se você orar na família, você é espancado; se você orar em uma igreja doméstica ou nas ruas você é espancado”, diz Thomas, que completa:

“O artigo 25 da Constituição, que protege a liberdade de crença e a propagação da fé, não é aplicável para cristãos na Índia. Queremos ser protegidos. Agora, os cristãos das aldeias vivem com medo”.






ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário

Nossos Parceiros

 
 
 

Nosso Whatsapp

 (82)988-237814

Visitas: 1447 |  Usuários Online: 4

Todos os direitos reservados